repasso por um momento em que tudo o que faço, ou desejo, parece tão pequeno, desimportante, isolado, egoísta, egocêntrico, frio, triste.

mesmo que exija muito trabalho, esgotamento, sangue, suor e lágrimas. tudo parece nada.

nada.


A parte complicada de estar na própria companhia por muito tempo, 6 dias por semana/24h por dia, há quase um ano é desaprender a não estar só. Pedreira.

Sofrimento para entrar e para sair, mas que não exclui a fome por contato humano. Ainda assim, é uma fome de paladar mais específico e isso me tira um pouco o sono.


Uma sensação esquisita que envolve a vontade de correr e a vontade de ficar. Um misto de alívio com luto pela perda.


"sou escorpião demais pra celebrar morte, celebro é queda em desgraça — e respeito o luto."


Eu quero chorar. Chorar por horas, chorar sentido, chorar até a cabeça doer.

Preciso chorar porque só isso vai me liberar um pouco desse estado esquisito, sem forma e inominável em que me encontro há meses.

As lágrimas teimam em fazer greve.


A ideia de escrever para organizar os pensamentos, me encanta ao mesmo tempo que me assusta. Não penso que seja apenas uma questão de organização interna e de elaboração de próximos passos, tem um ponto muito chave que toca no exercício de olhar para a própria vida, e que fazemos dela, de forma mais crítica.

Quando a gente se deixa ir com com o curso do rio, sem necessariamente fazer planos ou refletir sobre cada curva, pedaço de terra e mudanças no leito, a chegada até o destino soa uma pouco menos complicado. De repente, chegou. Olhar o caminho é…


O último stand up do Chris Rock, Tambourine, tem uma parte em que ele fala sobre as mentiras que pais contam aos seus filhos, coisas do tipo: “você pode ser o que quiser”, e como elas são injustas. Lembro de na época achar meio cruel esse comentário, mas agora tempos e experiências mais tarde e cumuladas, passei a concordar com ele.

Um ponto importante na maturação do ser humano, pessoas pretas especialmente, é entender a realidade em que estão inseridas. …


"I gotta fly, I need a jet, shit
I need room for my legs
I got a baby, I need some money, yeah
I need cheese for my egg", Cardi B — Money

"I really cannot wrap my head around the fact it’s
Taken me this long to finally realize I’m fantastic", Snow Tha Product — Bilingue

"You wealthy when your kid’s upbringing better than yours
All this money we gettin’
Could be gone in a minute if we don’t invest it
We long-term affected", Nas — Bonjour

"The moon and the tides
Really control the weather
The sun and the moon
Yes…


When great trees fall,rocks on distant hills shudder, lions hunker down in tall grasses,and even elephants lumber after safety.

When great trees fall in forests,small things recoil into silence,their senses eroded beyond fear.

When great souls die,the air around us becomes light, rare, sterile.We breathe, briefly.

Our eyes, briefly,see with a hurtful clarity. Our memory, suddenly sharpened,examines,gnaws on kind words unsaid,promised walks never taken.

Great souls die and our reality, bound to them, takes leave of us. Our souls,dependent upon their nurture, now shrink, wizened. Our minds, formed and informed by their radiance, fall away.

We are not so much…


A paralisia inicial de fazer algo incrível e ñ saber como agir dali para frente. Preciso voltar aqui para escrever sobre.

nubiha modesto

repara bem no que eu não digo

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store